segunda-feira, 19 de março de 2012

Mídia monopolista é obstáculo à defesa da democracia, diz dirigente





REDAÇÃO PORTAL VERMELHO


Debater o atual cenário da comunicação no Brasil. Foi com esse objetivo que nesta quarta-feira (14), a Fundação Maurício Grabois, em parceria com entidades estudantis da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), realizou debate sobre ‘Mídia e Poder’. 



O evento, que reuniu cerca de cem pessoas, contou com a presença de Eduardo Guimarães, editor do blog da Cidadania, do professor da UFMG Juarez Guimarães e do secretário nacional de Comunicação do PCdoB e editor do Portal Vermelho, José Reinaldo Carvalho.
O professor José Carlos, que é diretor da Fundação Maurício Grabois em Minas Gerais, coordenou o debate e disse que a atividade cumpriu o seu papel de aproximar a Academia, a sociedade e os movimentos sociais acerca da problemática da comunicação. “Ficamos muito contentes com o resultado do evento. Já estamos planejando novas atividades para acontecerem aqui na UFMG”, relatou.
Para o secretário de Comunicação do PCdoB, o evento se converte em uma oportunidade importante para discutir as questões da mídia. Segundo ele, “a quebra do monopólio dos grandes grupos privados sobre os meios de comunicação se configura como uma das reformas mais importantes e urgentes a ser feita no país”, frisa o jornalista.
José Reinaldo acrescenta que é preciso exaurir o debate e garantir tal reforma, que se coloca como questão indispensável para uma ampla e profunda democratização da vida nacional.
O blogueiro Eduardo Guimarães, durante sua fala, frisou o papel da internet nestes tempos. Sobretudo de como a rede, bem como a blogosfera, tem colaborado para diversificar a produção e o acesso das informações no Brasil.
Para Eduardo, a grande mídia está perdendo o monopólio da opinião no país. O blogueiro lembrou o caso em que a Folha de S. Paulo publicou uma ficha policial falsa da então ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, para exemplificar a falta de compromisso da grande imprensa com a verdade factual.
Com uma abordagem mais teórica e política, o professor Juarez Guimarães refletiu sobre o conceito de liberdade de expressão. “Não podemos discutir o conceito de liberdade de expressão desassociado do conceito de liberdade em geral”, disse o professor.
Na oportunidade, ele destacou que na grande imprensa, apesar de defenderem a sua liberdade de expressão, não encontramos defensores dos negros, das mulheres, dos pobres ou dos trabalhadores.
Nesse sentido, o cientista salientou o papel da esquerda nesse processo e destacou que o movimento precisa disputar com os liberais o conceito de liberdade de expressão que, para estes, é realizada no âmbito do privado, em contraposição ao Estado.