segunda-feira, 2 de agosto de 2010

TVT; TV dos Metalúrgicos, TV dos Trabalhadores


Acho que todos nós temos em mente, que a concessão de televisão em que os metalúrgicos do ABC foram agraciados, seja uma conquista. Que diga-se de passagem, uma grande conquista. Isso se deve dado o histórico do setor de presentear apenas apadrinhados políticos do congresso nacional. Foram mais de 23 anos de espera e que agora, neste governo, podemos acompanhar a materialização deste desfecho, dessa luta pela democratização dos meios de comunicação. 

Além do avanço pela luta da democratização do setor e da oportunidade profissional que isso pode trazer aos companheiros da categoria, devemos ficar atentos a maneira como esse processo será levado no que tange a observação de nossa legislação na hora da contratação dos trabalhadores e também durante o decurso de seu funcionamento. Se for como a CUT levou os seus programas através da Rede TV e depois pela Bandeirantes, coisa boa não podemos esperar. Durante anos, mesmo com nossa orientação e posteriormente protestos, a emissora desconsiderou nossa luta, nosso sindicato que era filiado e tomou uma postura de completo desrespeito a categoria, pois não observava o cumprimento de nossa legislação, muito menos nossa orientação e protestos. E olha que estávamos filiados aquela Central Sindical. Não respeitava nem com a nossa convenção coletiva de trabalho, nem com a Lei do Radialista. Alertada pela direção de nossa entidade, a CUT deu "ouvidos moucos" e seguiu dando suporte político e financeiro a produtora que produzia os programas e aos canais de TV que reproduzia-os. Por isso, certamente, acredito que a postura de nosso sindicato é não dar trégua às irregularidades que possam ser cometidas. 

Se querem dar exemplo na postura de conteúdo na programação, daremos nosso apoio e acreditamos que seja de grande valia. A nova emissora não deve descuidar do respeito e consideração por aqueles que farão de fato a Televisão dos Trabalhadores metalúrgicos do ABC. Sua revolução alternativa no meio televisivo deve começar por aí.

Nenhum comentário: