terça-feira, 7 de agosto de 2007

Eles usam Victor Hugo, Louis Vuitton e tomam chá das 5


Sei que pode parecer cansativo, mas tá difícil não tocar no assunto. Os burgueses reacionários da elite conservadora de SP saíram à rua alguns dias atrás. Não com suas mercedes e suas bolsas Louis Vuiton. (pq pegaria mal, né?!) Mas tinham algo para diferenciar da massa que vai pra rua legitimamente protestar. Esses não tinham motivos idôneos. Era simplesmente para formentar o golpe que está em curso contra o atual governo federal. Usam do horror de uma tragédia, da dor de parentes e amigos dos vitimizados pelo acidente da TAM, para atingir seus objetivos. Sem nenhum escrúpulo. Vale tudo pra derrubar um governo legitimamente eleito pelo povo. Essa estratégia vem de fora. Engana-se quem pensa que nossa elite tem personalidade própria (click no título deste texto). Sempre precisam dos gringos para desgringolar suas ações maniqueístas. Como ocorreu em 64, com o envolimento da CIA e dos militares reacionários. Para se ter uma idéia da "imparcialidade" da mída, confiram no próximo dia 15 de agosto. Os golpistas estão a organizar o tal de "um minuto de silêncio" em "prol da vítimas" do acidente com o avião da TAM. Minuto de silêncio que servirá de munição para os asseclas desses oportunistas, que tem espaço na mídia, para impingir no governo a manifestão de protesto da burguesada não contra ao acidente, mas contra o governo, como se este tivesse culpa do piloto não ter conseguido puxar o manche de desaceleração do jato da Airbus. Certamente muitos deles, dessa burguesada acéfala, não devem ter idéia de que, no mesmo dia, estarão reunidos centenas de milhares de pessoas em Brasília para protestar contra a Emenda 3 que os congressistas, muitos integrantes dessa elite reacionária, estarão tentando dar um golpe na classe trabalhadora. O presidente Lula já vetou a tal emenda, que é um atrasado político enorme, do ponto de vista dos direitos e garantias, no cumprimento da legislação trabalhista que rege no Brasil. Vamos ver como será o espaço na mídia; será que vai ser equâneme ou haverá desproporcionalidade? Serão iguais aos gatos pingados na Avenida Paulista em SP e em Curitiba, conforme relato do jornalista Luis Carlos Azenha em seu blog (clique no título deste texto) ou terá a mesma proporção de milhares de trabalhadores que realmente têm motivos para protestar. Dia 15 vai chegar e só não verá quem não quiser realmente ver.


Links relacionados ao texto;


-







Nenhum comentário: