quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Nova sensação no pedaço; Revista Veja está encalhando


Nos tempos áureos da ditadura no Brasil o Grupo Abril lançou a revista Veja. Que se tornava um referêncial de jornalismo independente e comprometido com a democracia. Obviamente isso ocorreu porque quem estava a frente da revista na época era Mino Carta (veja seu blog, há um link nesta página[Direto da Olivetti]), que fundou a revista Carta Capital e hoje destila seus comentários sobre a revista, que deixou de ser essa referência de jornalismo sério e independente há algum tempo. O mais interessante dessa história toda é que o alinhamento político da revista com os interesses de grandes grupos econômicos, está fazendo a mesma perder credibilidade. Pois suas matérias não são mais dirigidas por fatos, mas por interesses obscuros. Foi assim com cobertura do plebiscito do desarmento, na qual a empresa se alinhou aos interesses dos fabricantes de armas. Não é apenas a mentira o propulsor desse fenômeno. A leviandade da revista de uns tempos pra cá, em abordar temas importantes para a sociedade brasileira, está fazendo ela perder o que conquistou ao longo desses anos; credibilidade, leitores e o mais importante, a prática do jornalismo imparcial. Sua descompostura está criando uma legião de guerrilheiros que a combata. Usando o espaço mais democrático na atualidade que é a internet. Sites, blogs, comunidades (não deixe de ver os links abaixo) pipocam sem parar. E a Veja se torna alvo sempre quando se detecta nela o mal jornalismo. Está se criando nos seus leitores uma espécie de resistência de consciência à Veja. A omissão, deturpação, mentira e a prática do jornalismo marrom, que caracteriza alguns veículos que têm interesses obscuros, contribui, e muito, para perda de assinantes e de leitores. Tive a oportunidade de receber última edição, de graça, (não sou doido de jogar dinheiro fora) de um amigo assinante. Disse-me que a revista está ficando cada vez pior e está perdendo o interesse em renovar a assinatura. Nestá última edição da revista, na capa, um aliado do governo, na qual a revista mirou sua metralhadora giratória ultimamente, na tentativa de derrubar o mesmo. A revista encalhou (click no título deste texto). Sei que Renan não é flor que se cheire, mas tentar derrubar a todo custo o senador está fazendo a revista pagar muito caro. Ainda bem.


Links relacionados ao texto;




-


-


-





Nenhum comentário: