quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Textos marxistas na internet


Na internet se encontra de tudo. Da mais simples orientação de como dar um "nó cego" à experiências de alta complexidade. O que difere a maneira produtiva de como utilizamos essa ferramenta de busca e oferta de conhecimento são nossas escolhas. Se vc quiser falar um idioma diferente do seu, basta dedicar-se num pequeno período do dia, com as aulas audiovisuais e que vc pode ter em frente ao seu computador. Se quer passar um tempo, nada produtivo, basta fazer parte da comunidade internauta que não saem das salas de bate papo. Mas se vc quiser evoluir como ser humano, culturalmente enriquecido por uma visão científica do desenvolvimento da sociedade humana, basta ler textos marxistas. Na internet é possível encontrar diversos sites com acervos marxistas.

Marx e Engels iniciaram seus estudos no final do século XIX, na qual suas teses foram recebendo contribuição ao longo do tempo. Wladimir Lenin, Leon Trotsky e Rosa Luxemburgo são apenas uma pequena parte de diversos revolucionários que contribuiram para o entendimento daquilo que Marx e Engels descobriram.


O site Arquivo Marxista na Internet, na qual diponibilizo o link aqui no Pimentus, é uma excelente opção de acervo de diversos textos, de diversos autores. Todos em português, mas é possível, também, escolher outros idiomas. Biblioteca, Temas, Dicionário e Novidades são opções encontradas na página. Mais do que fazer uma simples leitura de um texto é ter consciência de seu papel depois de entedê-lo.


Pra quem ainda não tem familiaridade com esse tipo de assunto o texto que peguei na internet e que está abaixo, simplifica um pouco daquilo que o Marxismo quer dizer.

Na análise marxista da História, toda sociedade é dividida em classes: governantes, guerreiros, sacerdotes e trabalhadores, que produzem para sustentar os outros e recebem a pior parte daquilo que se produz. Marx simplificou essa estrutura social em duas classes: burguesia, os ricos, capitalistas, exploradores e os trabalhadores, explorados. Segundo Marx, isso seria injusto e a maneira de mudar a situação seria os trabalnadores tomarem o Poder e usar o Estado como instrumento de mudança. Na maioria dos países isso só seria possível através da luta armada. Daí surgiu a Revolução Comunista. Em alguns países, entretanto, isso poderia ser conseguido de forma pacífica, através da luta política. Daí surgiu a Social Democracia. É importante notar que Socialismo e Democracia não se excluem. O que se excluem são Socialismo e Liberalismo.

"Mas o que Importa é Transformar o Mundo!"


Boa leitura!

2 comentários:

Ana Paula disse...

Legal você disponibilizar esses links.
Eu adoro muitíssimo Marx e Engels.
Supimpa o Pimentus Ardidus!

WERNECK disse...

Ana Paula, seja bem vinda. Obrigado pelo elogio, mas acredito que não mereço. Tenho muito que melhorar. Os links ao lado também são uma ótima opção de descobertas e leituras.
Bom proveito!