quarta-feira, 28 de maio de 2008

Gilmar Mendes: Tucano despenado no Supremo Tribunal Federal


Já está se tornando insuportável a maneira como alguns integrantes do Supremo Tribunal Federal tem se comportado. O primeiro deles foi com o Ministro Marco Aurélio de Mello, depois de muita exposição midiática e posicionamento de enfrentamento com o atual governo em questões que não são de sua competência. Agora o STF nos "brinda" com seu novo presidente Gilmar Mendes. De postura beligerante, tem se mostrado extremamente espalhafatoso em suas opiniões em relação ao movimento popular. Na tentativa de imputar neles toda e qualquer visão negativa. Mas não comenta nada sobre as idiocrasias de nossa elite reacionária. Típico de quem chegou pra fazer o jogo de quem hoje chora por estar fora do governo neste país (lê-se turba do PSDB).

Deveria ter postado mais informações quando de sua posse. Onde desceu a lenha em tudo que representasse resistência ao avanço da hipocrisia em nossa sociedade. De cunho conservador e reacionário, Gilmar Mendes chega pra dar mais uma forcinha para os tucanos, destronados do poder no governo federal e que gozam de muita simpatia de nossa mídia corporativa brasileira.


O texto abaixo é do blog Conversa Afiada, do jornalista Paulo Henrique Amorim. É muito emblemático. E descreve muito bem aquilo que penso dessas duas figuras.



MENDES CRIA STRESS NA REPÚBLICA

. O Presidente (provisoriamente do Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes aparece duas vezes numa edição de fim de semana da Folha (da Tarde *) de S. Paulo.

. Primeiro, diz que “no final de junho, ou no máximo, início de agosto” o STF deve julgar as ações que contestam a demarcação da terra indígena Raposa/Serra do Sol.

. A informação é tão imprecisa quanto inútil.

. Inútil para você, caro leitor.

. Porque, para o Presidente Gilmar Mendes, tem a propriedade de levá-lo a um título de reportagem num jornal da relevância (?) da Folha.

. O Ministro diz não ter opinião formada sobre a matéria.

. E se tivesse não poderia dizer qual é.

. Ah !, que progresso.

. O Ministro (?) Marco Aurélio de Mello, se perguntado, anunciará seu voto, com prazer.

. Marco Aurélio de Mello é um juiz que anuncia o voto no PiG e ninguém se espanta.

. Acha natural ...

. O presidente Mendes, porém, faz uma declaração bombástica, dessas de arrasar quarteirão: “Estou convencido de que o tribunal (STF) tem em mãos um caso peculiar. Vai se pronunciar, sob a Constituição Federal de 1988 (que outra seria, Ministro ?), acerca de soberania indígena ...”

. Fabuloso.

. Por que o amigo leitor não tinha pensado nisso antes ?

. Para que serve a declaração, feita logo após o Presidente Mendes retornar de uma fact finding mission à região ?

. Para nada.

. Só para aparecer.

. Isso foi na pág. A12 da edição de sábado.

. Na página A8, da mesa edição de sábado da Folha, o Presidente Mendes prevê que a discussão sobre “a nova CPMF” ... “chegará à apreciação do Supremo”.

. Como é que ele sabe ?

. Que nova CPMF é essa ?

. O Congresso já aprovou ?

. E se for, vai ao Supremo ? Por que ?

. O Supremo se transformou na Câmara Revisora do Legislativo ?

. O Supremo é o AI-5 do Legislativo ?

. O Supremo ou o Presidente do Supremo ?

. O Presidente (do Supremo) diz também que a nova CPMF vai provocar “um stress do ponto de vista constitucional”.

. Tradução: uma nova CPMF só passa se for por cima do cadáver do Presidente (do Supremo).

. E o que significa “stress” constitucional ?

. No Houaiss: estresse: substantivo masculino; Rubrica: medicina.
estado gerado pela percepção de estímulos que provocam excitação emocional e, ao perturbarem a homeostasia, levam o organismo a disparar um processo de adaptação caracterizado pelo aumento da secreção de adrenalina, com várias conseqüências sistêmicas; stress

. A palavra comporta acepções como “tensão”, “crise”, “ansiedade”, “estar à beira de um ataque de nervos”.

. Pergunta ao Presidente Mendes: uma nova CPMF provocaria “stress” NA Constituição ?

. Será preciso alterá-la ? Curá-la dessa crise de ansiedade ?

. Não, não é isso o que o senhor quis dizer ?

. Então, pergunta-se: provocaria tensão nos pobres e desvalidos que temem não haver recursos públicos para tratar da saúde ?

. Ou provocará stress e tensão, crise, nervosismo, aumento da adrenalina no pessoal da FIE P – assim mesmo, com a evasão do “S” –, que não gosta de pagar imposto ?

. E quem disse que o Supremo tem que se preocupar com strees ?

. O Supremo virou o divã da República ?

. “Stress” é o mal que aflige o cidadão de uma República (?) em que o Presidente da mais alta Corte de Justiça pretende ocupar o espaço do Executivo e do Legislativo.

. Porém, como ele ocupa espaço do “lado certo”, o lado do PiG e da “elite branca”, é tudo normal, natural, o pessoal finge que não vê ...

. Clique aqui para ler o que o Conversa Afiada publicou sobre as atividades do novo Presidente (do Supremo)



Mais sobre o atual Presidente do STF

A festa Tucana no STF
-
Falando o que não devia
-
Gilmar Mendes e os Marinho; em família.
-

Nenhum comentário: